home

blogue

facebook

twitter

top sites

mapa do site

privacidade

webmaster

publicidade

 

 

 

 

 

Ver a crónica 1 - As cavalas na alimentação

Ver a crónica 2 - Histórias de VN Milfontes

Ver a crónica 3  - O atum gigante

Ver a crónica 4 - O robalo do Vitor

Ver a crónica 5 - A dentada da anchova

Ver a crónica 6 - O Filho da Puta

Ver a crónica 7 - Robalo com mais de 5 kgs

Ver a crónica 8 - Festival de Páscoa

Ver a crónica 9 - A tintureira que não o era

 

 

 Histórias de Pesca

   Crónica nº 6

ROBALO COM MAIS DE 5 KGS

Dia 19 de Dezembro, com os meus 2 primos, fomos até ao Tejo, de forma a tentar apanhar algo grande...

Toca a montar o material, chumbadas dentro da água, a esperança...já sabem... a do costume. A noite, tal como maré, estava calma e sem chuva, vento ou frio - tudo se conjugava para que fosse, no mínimo, uma noite de convívio sem partidas da Natureza.

Meia hora à espera, drag aberto, quando, depois de uns toques ouço o ZZZzzzZZZ que todos esperamos, e começo a puxar... De início, pareceu-me um xarroco, pois estava a vir sem dificuldade, apenas fazendo peso - depois deu um puxão brutal fazendo-me pensar que seria um Safio. Já mais perto da margem começo a sentir o que é realmente um peixe a dar luta, uma mancha enorme branca, debatendo-se com todas as forças numa luta desenfreada.

 

 


Começo a trabalhar a cana e drag ao mesmo tempo, meio aparvalhado com o tamanho do peixe e a procurar uma zona de mais fácil acesso à àgua - havia ali perto, a cerca de 150 metros, uma escada e muita rocha, o que me deixou algo apreensivo, pois a pedra poderia jogar a seu favor...
Mas com calma, e ao fim de mais ou menos 15 minutos, lá se rendeu, deixando que eu o trouxesse até meio da muralha, onde o meu primo , descendo até metade da dita, conseguiu segurar-lhe uma das guelras, trazendo-o, finalmente, para cima.

Quando o vi no chão aos saltos, enquanto o olhávamos ainda com admiração e alguma incredibilidade, pensei cá para comigo que agora percebia o que querem dizer quando falam de pernas a tremer - a adrenalina foi tanta que todo eu tremia e suava!

Pesou 5,7 kgs. Ao ser amanhado, para além de 600 gramas de ovas tinha também a cabeça do que me pareceu ser uma tainha ou garrento.

Material utilizado

Cana - Prosargos Surfcasting 4.50m - Carreto - Daiwa 4000

Linha madre - 0.40mm - Estralho - 0.40mm Multi
Anzóis - 2 Anzóis 1/0 - Isco - Sardinha
Tipo de pesca - Fundo c/ chumbada de 180 grs.
Tempo de captura - 17 minutos

Ricardo André Silva

(Texto e fotos)

 


 

 

 

 

TODOS OS PESCADORES PASSAM POR AQUI...

 

 

GIF Tap Portugal 120x90

FishingFansTop

WORLD-OF-FISHING
cyber-lake.com Top Fishing Sites

Katembe Top Fishing Sites

 

 

 


Última actualização / Last updated:   

 

      ALEXA PAGE RANK    Page Ranking Tool     

Visualização 1024 x 768 | © Copyright 2003 - 2015 | Todos os direitos reservados | Propriedade ® KATEMBE | Página alojada por  LusoAlojaWebmaster